Di Lua | Inspirando você a viajar mais e viver experiências transformadoras

O Blog Di Lua te ajuda a planejar todas as etapas de sua viagem, desde a tirar passaporte até o que fazer em diversos lugares. Dicas de Viagem e Roteiros

O que fazer na Ilha do Combu no Pará?

A Ilha do Combu, no Pará, é uma das 39 ilhas que cercam Belém e precisa estar no seu roteiro pela capital paraense. Não só porque o lugar é bonito, mas ainda conta com experiências incríveis, principalmente para quem quer conhecer um pouquinho da floresta amazônica sem sair do estado.

O que fazer na Ilha do Combu no Pará, lary di lua
Representantes do Projeto Elas pelo Brasil, Sr Ladir e a Samauma

Conheci a ilha na segunda quinzena de janeiro e fiquei apaixonada. Afinal, caminhei pela mata, conheci frutas típicas da região e ainda vi de pertinho como funciona uma agroindústria que produz chocolates finos.

Quer saber mais sobre a Ilha do Combu? continue lendo este post que preparei especialmente para você.

Ilha do Combu, a quarta maior de Belém

Cerca de 65% da área de Belém, capital do Pará, é composta por 39 ilhas. As maiores são: Mosqueiro, Caratateua, Cotijuba e Combu. 

Essa última, localizada a 1,5 km ao sul da cidade, possui uma extensão de 15,972 Km² e cerca de 1.800 habitantes. A população da ilha sobrevive, principalmente, da pesca e da comercialização dos recursos da floresta, como açaí, pupunha, cacau, cupuaçu, andiroba, castanha do Pará e caju. 

Visando a proteção e restauração da diversidade biológica e das espécies ameaçadas de extinção, a Ilha foi elevada à categoria de Área de Proteção Ambiental (APA) em 1997.

Como chegar na Ilha do Combu?

A ilha está localizada a 1,5 km ao sul da cidade, sendo cercada ao norte pelo rio Guamá, ao sul pelo furo São Benedito, a leste pelo furo da Paciência e à oeste pela baía do Guajará. Portanto, são cerca de 15 minutos de barco para chegar até ela.

Quem quiser ir por conta própria para o local, precisa ir até o Terminal Ruy Barata, localizado na Praça Princesa Izabel, no Bairro Condor. De lá saem diversas embarcações diariamente para a Ilha do Combu. O trajeto de ida e volta custa R$20.

A outra opção é contratar um passeio turístico que inclua visita à ilha e outros atrativos.

O que fazer na Ilha do Combu?

Passei um dia na Ilha durante minha viagem ao Pará e amei. Fui ao estado no último dia 15 de janeiro para participar do I Encontro de Mulheres do Projeto Elas pelo Brasil, que participo desde o ano passado como representante de Goiás.

A Ilha me proporcionou ver de perto a floresta amazônica, sentir o ar limpo e puro, bem como conhecer frutos típicos da região. Veja a seguir como foi nosso roteiro:

Sr Ladir, ribeirinho de Boa Vista do Acará

Conhecer a floresta com o Sr Ladir

Embora o Sr Ladir não more no Combu e sim em Boa Vista do Acará, é super válido e interessante colocar uma visita a ele em seu roteiro. Primeiro porque o ribeirinho de 79 anos é uma simpatia em pessoa. Em segundo lugar, porque a visita à floresta amazônica paraense fica muito mais interessante com alguém que cresceu ali e conhece cada árvore do local.

Durante uma trilha pequena, o Sr Ladir apresentou a castanheira, buriti, pupunha e muitas outras plantas do local. Ele também mostrou sua incrível habilidade de subir em um pé de açaí e mudar para outro em questões de segundos. O passeio terminou com o encontro com a Samaúma, conhecida como a mãe de todas as outras árvores pelos índios.

Para conhecer o ribeirinho, é preciso contratar o passeio diretamente com a empresa Monotour.

Almoçar em um restaurante beira rio

Ao longo do caminho até a ilha existem diversos restaurantes não só para conhecer a gastronomia paraense, mas ainda para relaxar de frente para o rio Guamá. São várias opções de lugares para comer, mas é preciso saber em qual você deseja parar e assim avisar o capitão do barco previamente.

Os mais famosos do Combu, são: Saldosa Maloca, Farol da Ilha, Solar da Ilha, Kakurí e Casa Combu

Entretanto, no dia da minha ida ao local, almocei na Ilha Branca, que na verdade fica na Ilha Murutucum. O local tem um píer belíssimo, vários pés de açaí e uma comida deliciosa. Amei o pirão e o arroz soltinho.

Ver como é feito um chocolate fino na Filha do Combu

O que fazer na Ilha do Combu no Pará, lary di lua
Dona Nena, a Filha do Combu

Se você ama chocolate com certeza vai adorar conhecer a Filha do Combu, uma agroindústria familiar comandada pela Dona Nena. Tudo começou quando Izete Costa, a Dona Nena, quis aprender a transformar a receita de chocolate da família em cobertura para os bombons recheados que ela vendia. E foi nesse processo que ela conheceu o chef Thiago Castanho, que viu grande potencial gastronômico na barra produzida na ilha. 

Hoje Dona Nena planta, colhe, fermenta, torra e mói todo o cacau da ilha. Esse trabalho resulta na produção de barras, brigadeiros, bombons, geleias e licores do fruto na fábrica, totalizando cerca de 200kg de derivados mensalmente.

Todo o processo pode ser visto de perto durante a visita à empresa. Dona Nena e o gerente da marca realizam uma caminhada pelas redondezas, mostrando os pés de cacau, como ele é fermentado e torrado. Ao final é possível ainda experimentar e comprar os itens produzidos na loja que existe no local.

O que fazer na Ilha do Combu no Pará, lary di lua

Além disso, é possível conhecer a grande Samaúma que existe na região. A árvore da vida, como ela é conhecida, tem mais de 40m de altura e mais de 100 anos. Ou seja, vale muito a pena a visita.

O passeio, que pode incluir ainda o café da manhã ou almoço, pode ser agendado diretamente pelo Instagram da Filha do Combu.


Agora eu quero saber, você já tinha ouvido falar na Ilha do Combu?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo