Di Lua | Inspirando você a viajar mais e viver experiências transformadoras

O Blog Di Lua te ajuda a planejar todas as etapas de sua viagem, desde a tirar passaporte até o que fazer em diversos lugares. Dicas de Viagem e Roteiros

Cinco programas gratuitos para fazer em Los Angeles

Esse post demorou mas saiu! Los Angeles foi a última cidade em que estive durante minha viagem dos sonhos para a Califórnia, que ocorreu entre abril e maio deste ano. Ao invés de fazer posts contando como foram meus dias na cidade,  como fiz com os posts de San Francisco (aqui), resolvi fazer posts com dicas sobre o que fazer na capital do cinema.

Saber mais sobre as estrelas no Observatório Griffith em Los Angeles

O Observatório Griffith é um grande planetário de Los Angeles, localizado no parque de mesmo nome. No planetário, os visitantes tem acesso à telescópios gigantes, explicações e gráficos sobre a rotação da terra, dos planetas, surgimento das estrelas, enfim, tudo sobre os astros e como eles influenciam às mares ou as estações, por exemplo. A vista do observatório Griffith é linda, de um lado o letreiro de Hollywood, do outro Los Angeles vista de cima. entrada no planetário é gratuita, mas algumas palestras especificas são pagas. Além disso, o observatório foi locação de algumas cenas de La La Land.

No dia que cheguei em Los Angeles, o pessoal do The Walk of Fame Hostel ia para o observatório, aí aproveitei para ir com eles. Pegamos o metrô na estação Hollywood Highland e descemos na estação Vermont/Sunset Station. De lá, fomos até um ponto de ônibus em frente a estação e pegamos o ônibus Dash Observatory que vai até o Observatório. Assista ao vlog deste passeio aqui.

Se sentir uma patricinha de Beverly Hills

Atire a primeira pedra a pessoa que ama o filme “As Patricinhas de Bervely Hills” mas nunca teve vontade de conhecer o bairro Bervely Hills em Los Angeles, onde moram diversas celebridades.E é impossível estar na cidade do cinema e não querer ir conhecer esse bairro e tirar a típica foto no letreiro de Bervely Hills. O Letreiro está localizado na rua 9390 N Santa Monica Blvd, Beverly Hills , de lá é só atravessar a rua para começar a bater perna pela Rodeo Dr e se maravilhar com as decorações de lojas como Hermès, Chanel, Louis Vuitton, eu não entrei em nenhuma (claro hahaha), mas só olhar vale muito a pena.

Placa de Hollywood

Eu não tinha colocado esse ponto em meu roteiro, pois havia lido que precisa ter muita disposição para chegar no local. Contudo, acabei conhecendo duas brasileiras enquanto estava em Bervely Hills e acabei seguindo elas neste passeio. Fomos de carro até a Dr Street, lá estacionamos e fomos seguindo a pé até chegar no ponto onde está localizada o letreiro de Hollywood. Quase morri no meio do caminho, pois são uns 25 minutos a pé (não dá para ir de carro, pois não tem como estacionar o carro na estrada ou no local, por ser um bairro residencial e porque é proibido ficar andando por ali se você não é morador rs).

Visitar o The Broad Museum

Eu conheci o The Broad Museum, um museu de arte contemporânea, ao ver diversas imagens da obra de Jeff Koons, a primeira obra da imagem abaixo e assim que decidi que iria para Los Angeles entrei no site para ver o valor da entrada, que não existe rsrs. Bem, na verdade a entrada para o museu é gratuita e apenas algumas exposições são pagas. Contudo, você precisa reservar com certa antecedência para não correr o risco de não entrar ou enfrentar uma fila enorme. Vale a pena visitar o The Broad, que tem mais 2.000 obras de arte em sua coleção, entre elas obras de artes famosas de Andy Warhol, Ellsworth Kelly, Sherrie Levine, entre outros.

Tulipas, de  Jeff Koons

Localização: 221 S Grand Ave, Los Angeles, CA 90012, EUA

Se sentir na Itália em Venice

Não tem como não se lembrar de Veneza estando em Venice, distrito a oeste de Los Angeles, isso porque o Venice Canal Historic District foram construídos em 1905 por Abbot Kinney, cujo objetivo era recriar o ambiente de Veneza na América do Norte. Contudo, eles só começaram a ser valorizados a partir de 1992, quando eles passaram por uma reforma. Vale a pena andar pelos canais observando as casas e os pequenos píeres no canal.

Assistir o pôr do sol em Santa Mônica

Localizada na região metropolitana de Los Angeles, Santa Mônica é famosa pelo seu Piér com inúmeras atrações, como o clássico carrossel, de 1922, localizado dentro de um salão; um aquário, lojas de lembrancinhas, restaurantes, e um parque de diversão. Aproveite um final de tarde para conhecer o lugar, evite os fins de semana (fui no sábado e estava lotado), leve lençóis ou canga e aprecie o pôr do sol com a imagem da roda gigante do Pacific Park ao lado.

Já foi a Los Angeles e fez alguns destes passeios? Nunca foi, mas tem vontade de conhecer a capital do cinema? Comente aqui

6 comentários em “Cinco programas gratuitos para fazer em Los Angeles

  1. Oi Lary,
    Vi Observatório + Los Angeles e liguei logo a La La Land.
    Mds deve ter sido um sonho, pena que não deveria ter o Ryan Gosling por perto HAHA.
    Amei a Veneza em L.A, achei lindo. E esse píer aí, sempre aparece em alguns filmes do Nicholas Sparks…acho haha.
    Lindas suas fotos!

    até mais,
    Nana – Canto Cultzíneo

    1. Oii, Nana.
      Simmm, fiquei doida para encontrar o Ryan Gosling lá, mas não foi dessa vez hahaha.
      Sim, Venice e o Píer são lugares lindíssimos.
      Obrigada 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo