Di Lua | Inspirando você a viajar mais e viver experiências transformadoras

O Blog Di Lua inspira você a viajar mais e a viver experiências transformadoras, por meio de planejamento de viagens, história e dicas de lugares e de Goiânia

Clássicos do cinema: Conta Comigo (1986)

conta comigo classico 80s do cinema lary di lua
Gordie, Vern, Teddy e Chris

Sinopse Conta Comigo

Gordie Lachance (Richard Dreyfuss), um escritor, recorda quando tinha entre doze e treze anos no verão de 1959 e vivia em Castle Rock, Oregon, uma localidade com 1281 habitantes. Gordie tinha três amigos inseparáveis: Chris Chambers (River Phoenix), Teddy Duchamp (Corey Feldman) e Vern Tessio (Jerry O’Connell). Chris era o líder natural, Teddy era emocionalmente perturbado e, se Gordie era o intelectual do grupo, Vern era o mais infantil. Um dia Vern ouviu por acaso Billy Tessio (Casey Siemaszko) e Charlie Hogan (Gary Riley) comentando sobre o corpo de Ray Brower, garoto da idade deles que havia desaparecido. Cada um deu uma desculpa em casa e partiram para tentar encontrar o corpo. Nenhum deles imaginava que esta viagem se transformaria em uma jornada de auto descoberta que os marcaria para sempre.

Sobre o filme

Conta Comigo (Stand By Me) é um filme baseado na obra “The Body”, de Stephen King, e fala principalmente sobre amizade. Chris, Teddy, Vern e Gordie querem ser heróis diante dos amigos e da pequena cidade e, assim,  partem em busca de aventuras. “Eles fumam escondidos, contam casos assustadores e descobrem que precisam ficar unidos e encontrar forças que nem imaginavam possuir”.

Filme da minha infância

Está aí um filme por qual eu sou apaixonada desde criança. Quando pequena o via como um filme sobre uma grande aventura que não levou a nada, pois eu não compreendia muito. Hoje o vejo como uma grande aventura e de várias descobertas principalmente relacionadas ao ser e as amizades construídas ao longo da vida. É lindo e triste ao mesmo tempo.

Em todo e qualquer tipo de relacionamento sempre há algo que é determinante: a individualidade de cada um. Crescemos aprendendo que amigos são parecidos, gostam das mesmas coisas e serão para sempre, mas isso tudo é desmitificado com o tempo e nosso amadurecimento.  O filme mostra isso, amigos não são iguais, e nem sempre tem gostos parecidos, cada pessoa tem sua dificuldade, seus pontos positivos e negativos, e são essas características que determinam as amizades. Engraçado, a maioria dos filmes da década de 80 para adolescentes eram focados principalmente nas relações e a busca da individualidade,  como o “Clube dos Cinco“.

Um dia os caminhos e as escolhas da vida rompem algumas amizades, infelizmente. Por isso é essencial aproveitar e apreender com o outro, tirar proveito e partilhar momentos e aventuras.  Enfim, essa foi minha conclusão ao som de Stand By Me – Ben E. King, música pela qual me apaixonei ainda criança assistindo Conta Comigo, e que já foi plano de fundo de vários momentos bons da minha vida …

E você, já assistiu Conta Comigo, o que achou? Ficou com vontade de assistir?

Um comentário em “Clássicos do cinema: Conta Comigo (1986)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo