Por Di Lua, sobre Decoração, Diário de Viagem
Dia 07/04/2020
A Alamo Square é cercada por casas no estilo vitoriano. Essas ficam ao redor da praça, mas não são as Painted Ladies (eu confundi com elas rs)

Quer fugir dos pontos turísticos ou já esteve mais de uma vez na cidade e não sabe o que fazer em San Francisco? que tal tirar uma tarde para conhecer e admirar as casas em estilo vitoriano da cidade?

Uma das coisas que me fez apaixonar ainda mais por San Francisco, foi a arquitetura das casas vitorianas, presentes em toda a cidade. As famosas Painted Ladies na Praça Alamo (Alamo Square) não são os únicos modelos do estilo, que tem exemplares que podem ser encontrados no bairro Castro, Russian Hill, Hayes Valley, entre outros. Assim, admirar essa arquitetura é uma das coisas que você pode fazer em San Francisco durante sua estadia na cidade

O que fazer em San Francisco: conhecer o estilo vitoriano 

Construção no bairro Russian Hill

O boom imobiliário de San Francisco, ocorrido após o fim da corrida do ouro em 1849, fez surgir muitas construções novas, a maioria com estilo vitoriano (termo da época da Rainha Victoria da Inglaterra), predominante entre 1837 e 1910. Até o período entre guerras, a maioria das casas mais antigas de São Francisco eram pintadas de branco ou cinza, como os navios de batalha, para disfarçar a estrutura de madeira. 

Entre 1849 e 1915 cerca de 48 mil casas no estilo vitoriano foram construídas em San Francisco, se tornando uma arquitetura muito comum em toda a Califórnia posteriormente. As Painted Ladies só foram construídas entre 1892 e 1896, por Matthew Kavanaugh. As sete casas situadas ao redor da Praça Alamo (Alamo Square) foram algumas que resistiram ao grande terremoto que destruiu a cidade em 1906. Elas são caracterizadas pela assimetria dos volumes, varandas cobrindo as entradas principais, vidros seccionados, bem como pela existência de vitrais, colunas e balaústres.

Imagem: Reprodução

Em 1963, o artista Butch Kardum teve a ideia de pintar os imóveis vitorianos que resistiram ao Grande Terremoto (1906) em cores mais intensas, ressaltando os ornamentos. Logo depois, várias pessoas começaram a copiá-lo, pintando suas casas, na maioria em tons pastéis.

Estilo vitoriano

Em San Francisco, as casas vitorianas podem ser:

  • Italianate (1850 – 1890), com telhado reto e suportes grossos, janelas finas e altas, tetos arredondados e varandas (a casa azul);
  • Stick (1860 – 1890), caracterizada principalmente por janelas retas e com pedaços de madeira aplicado nas laterais (a casa amarela com marrom); e
  • Queen Anne, que tem muitos detalhes, frontão trabalhado no alto e o telhado em V invertido, como as Painted Ladies.
A marrom tem influencia do estilo stick e a azul do meio Italianate

San Francisco

San Francisco é a quarta cidade mais populosa da Califórnia e foi fundada em 1776 por espanhóis. A cidade é famosa pelo ir e vir dos bondinhos, pela Golden Gate e por seu vento frio. Além disso, foi palco da contracultura na década de 60 e é rica em diversidade cultural.

Salve esse post no Pinterest

*Com informações do Blog da Arquitetura e Hotel Califórnia Blog


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 27/03/2020

Que tal aproveitar esse tempo a mais em casa para viajar através de filmes? Neste post listei seis filmes para viajar através de paisagens incríveis pela Itália, Estados Unidos, Índia, entre outros, que já me fizeram e ainda me fazem sonhar em conhecer alguns lugares. Veja:

Seis filmes para viajar sem sair de casa

A Incrível Jornada 2, Perdidos em San Francisco (foi por conta desse filme que eu me apaixonei por SF) – Os cães Chance, Shadow e a gata Sassy fogem do aeroporto quando seus donos estão indo passar as férias no Canadá. E assim acabam ficando perdidos em San Francisco, enfrentando chuva, fome e até mesmo a carrocinha. A história é fofinha, mas o ponto alto são as ladeiras e as paisagens de SF.

Na Natureza Selvagem – Chris McCandless, um jovem norte-americano de classe média alta, que doa todo o seu dinheiro, abandona seus pertences, e mais tarde seu carro, e cai na estrada sem nunca mais dar notícias aos pais. Ele adota um outro nome, Alex Supertramp, e viaja sozinho durante dois anos até chegar no Alasca onde acaba morrendo. No trajeto ele conhece diversas pessoas e nos inspira a questionar as imposições sociais. Muitas paisagens lindos, principalmente do Rio Colorado e do Grand Canyon.  O filme é baseado em fatos reais e no livro de Jon Krakauer (confesso ter achado ele um pouco egoísta após ler o livro, mas isso é assunto para um post que estará no blog em breve). Esse é um filme que me inspirou muito a viajar sozinha pela primeira vez.

Filmes para viajar: América do Sul

Diários de Motocicleta – Baseado em fatos reais, o filme mostra a viagem de Che Guevara e seu amigo Alberto Granado pela América do Sul de motocicleta. No entanto, após 8 meses, o veículo quebra e eles continuam a viagem pedindo caronas. Belas paisagens, cultura e aspectos econômicos dos países sul americanos são explorados no filme.

Expedition Happiness (Destino Felicidade) – Conheça o Alasca, México, Estados Unidos, Argentina e outros países americanos com este documentário. Felix e Selima cruzam a América de Motorhome com Rudi, o cachorro do casal, passando perrengues e mostrando imagens magníficas. Leve, com fotografia linha e uma trilha sonora incrível, esse é um dos filmes que com certeza te fará viajar. Tem na Netflix.

Filmes para viajar pela Itália

Créditos: Julia Roberts as “Liz Gilbert” in Italy in Columbia Pictures’ EAT, PRAY, LOVE.

Comer, Rezar e Amar – Liz Gilbert é uma jornalista que decide tirar um ano sabático após se divorciar. Ela vai em busca de crescimento espiritual e acaba aprendendo a comer, rezar e amar na Itália, na Índia e em Bali, respectivamente. As paisagens são de tirar o fôlego e com certeza esse filme te fará viajar muito, seja pelos lugares ou pela vontade de fazer as malas e viver experiências parecidas. O filme é inspirado no livro homônimo e está disponível na Netflix.

Créditos da imagem: TOUCHSTONE / THE KOBAL COLLECTION

Sob o Sol da Toscana – A escritora Frances Mayes leva uma vida feliz em San Francisco até se divorciar. Ela viaja para a Itália, mesmo estando triste, após muita insistência das amigas e acaba comprando uma casa na Toscana. Enquanto ela reforma seu novo lar, acaba se apaixonando. Vale a pena assistir para se apaixonar ainda mais pelas paisagens da Toscana e por Positano, que também aparece no filme.

Quais são os filmes que te fazem viajar ou sonhar em conhecer um lugar? comente aqui:


Por Di Lua, sobre Entretenimento
Dia 19/03/2020

A fim de evitar um pico muito maior do coronavírus no país, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem recomendado o isolamento em casa (quarentena). Assim várias pessoas, que podem fazer isso, já estão fazendo isso de forma voluntária, além disso, alguns estados têm tomado medidas para que as pessoas evitem aglomerações nos próximos 15 dias.

Aqui em Goiás um decreto de quarentena que começa a valer nesta quinta, dia 19, suspende a abertura de shoppings, galerias, realização de feiras, bares, restaurantes, cinemas, clubes, teatros, entre outros, como uma forma de conter a propagação rápida do vírus. Contudo, supermercados, hospitais, laboratórios, distribuidoras de gás e farmácias ficarão abertas.

Apesar do momento ser bem preocupante para todos, o ideal agora é relaxar e tentar se distrair. Além de não compartilhar fake news, se você pode ficar em casa (foi dispensado do trabalho, faculdade) aproveite o tempo livre em casa para:

Quarentena: Visitar Museus

Não, você não precisa sair de casa e colocar a vida de outras pessoas em risco indo no Museu “físico”, mas você pode conhecer vários por meio do acervo digital e tours interativos. 

1. Pinacoteca di Brera – Milão

2. Galleria degli Uffizi – Florença

3. Musei Vaticani – Roma 

4. Museo Archeologico – Atenas

5. Prado – Madri

6. Louvre – Paris

7. British Museum – Londres

8.  National Gallery of art – Washington 

9. Museu Tecnológico de Viena

10. Los Angeles County Museum of Art (LACMA)

11. The San Francisco Museum of Modern Art (SFMOMA)

Ler um livro

Eu acredito que a maioria das pessoas tenha um livro em casa que nunca leu, portanto, aproveite esse tempo para lê-lo. Já leu todos que tem aí? Hoje em dia é muito fácil encontrar diversos títulos em pdf na internet. O Le Livros e o Baixe Livros disponibilizam diversos livros em pdf para baixar gratuitamente.

Se aperfeiçoar fazendo um curso online

Há inúmeros sites onde você pode estudar um pouco, aprender determinada profissão, bem como se aperfeiçoar em um instrumento musical. Além disso, com a pandemia do Coronavírus, muitos sites disponibilizaram cursos em diversas áreas gratuitamente para incentivar as pessoas a ficarem de quarentena.

Casa do Saber on Demand – O acesso à todos os cursos do aplicativo estão liberados pelos próximos 30 dias. Há cursos nas areas de artes plásticas, ciências sociais, cinema, filosofia, história, música, psicologia, entre outros.

Unesp Aberta – A Universidade do Estado de São Paulo oferece mais de 70 temas para estudo nas áreas de Humanas, Exatas e Biológicas gratuitamente. 

Udemy – O site disponibilizou mais de 400 cursos gratuitos (excel, design think, finanças, programação, entre outros). Ademais, vários professores também liberaram seus conteúdos gratuitos. 

Coursera: A plataforma dará acesso gratuito à todos os universitários cujas universidades foram impactadas pela pandemia. Entretanto, os estudantes precisam entrar em contato com representantes de sua instituição de ensino para participar.

Se afastar um pouco da internet fazendo trabalho manual

Sabe tricotar, costurar, ou fazer algum tipo de trabalho manual? então aproveite o período para praticar e fazer arte, deixar a cabeça mais livre. Eu amo ponto cruz e estou aproveitando para bordar algumas toalhas e quadrinhos. A atividade me ajuda a ficar longe da internet e, portanto, diminui a vontade em ficar lendo noticias sobre a pandemia o tempo todo. Há um tempo fiz um tutorial ensinando a fazer ponto cruz, veja:

E você, o que tem feito?


Páginas«1 ...34567891011... 231»