Di Lua | Inspirando você a viajar mais e viver experiências transformadoras

O Blog Di Lua inspira você a viajar mais e a viver experiências transformadoras, por meio de planejamento de viagens, história e dicas de lugares e de Goiânia

Portas e casarões: conheça a história de Pirenópolis

A história de Pirenópolis, a 120 km de Goiânia, está intimamente ligada com a mineração do estado. Fundada em 1727 as margens do Rio das Almas, a cidade, todavia, foi um importante centro urbano entre o século XVIII e XIX.

No último dia 02 de novembro, feriado de Finados, passei o dia em Pirenópolis, popularmente conhecida como Piri, juntamente com a minha família e namorado.

História de Pirenópolis

casarões de Pirenopolis lary di lua (5)

Pirenópolis é uma cidade histórica, que foi fundada em 1727 as margens do Rio das Almas após descoberta minas de ouro na região. Entre o século XVIII e XIX, a cidade foi um importante centro urbano do Estado. Assim, naquela época, a mineração, comércio e agricultura (destaque para o algodão) eram as principais atividades econômicas.

Por manter intacta sua arquitetura e suas tradições religiosas, a cidade foi tombada como Patrimônio Histórico Nacional em 1988 pelo IPHAN. O nome, Pirenópolis, foi uma homenagem à Serra dos Pireneus, que cerca toda a cidade.

Arquitetura e história

A arquitetura de Pirenópolis é no estilo barroco com influência colonial, por isso sua paisagem é um misto de casarões com fachadas coloridas. As ruas de pedras são um charme a parte da cidade. O uso de varandas, onde os pirenopolinos recebem os amigos ou fazem as refeições, é muito comum. E a maioria delas é decorada com móveis rústicos e muitas flores.

casarões de Pirenopolis lary di lua (3)

Adoro visitar essas cidades antigas, cheias de historias, pois fico imaginado como era a vida ali há 200 anos, como era a paisagem, os ares, como as pessoas viviam e se relacionavam. Por isso, fiz uma espécie de editorial utilizando as portas dos casarões coloniais, que com certeza tem muita coisa para contar.

O look, mais uma vez, foi simples e confortável. Optei por camiseta, short e tênis para bater perna nas ruas inclinadas da cidade. Além disso, após o almoço aproveitamos para nos refrescar em uma de suas 80 cachoeiras. Saiba mais sobre os atrativos da cidade aqui.

casarões de Pirenopolis lary di lua (1)

E vocês, já conhecem Pirenópolis? ficaram com vontade de conhecer? Gostaram das fotos?

Um comentário em “Portas e casarões: conheça a história de Pirenópolis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo