Di Lua | Inspirando você a viajar mais e viver experiências transformadoras

O Blog Di Lua te ajuda a planejar todas as etapas de sua viagem, desde a tirar passaporte até o que fazer em diversos lugares. Dicas de Viagem e Roteiros

Tudo o que você precisa saber sobre o Parque Nacional das Emas

O Parque Nacional das Emas é uma unidade de conservação localizada em Goiás e Mato Grosso do Sul. Isso porque os seus mais de 132.000 hectares distribuídos entre Mineiros e Chapadão do Céu, no sudoeste goiano, e Costa Rica, no Mato Grosso do Sul.

Parque Nacional das Emas lary di lua
Observando o Rio Formoso

Ele foi declarado como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, em 2001, juntamente com o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, devido sua importância para a preservação da fauna e flora típicas do cerrado.

No dia 13 de agosto, viajei para Chapadão do Céu para participar de um Workshop de Astronomia no Parque, também conhecido como Parna Emas, e adorei a experiência.

Parque Nacional das Emas

Assim como a maioria das unidades de conservação brasileiras, o Parque Nacional das Emas foi criado em 1961 pelo presidente Juscelino Kubitschek visando a preservação da natureza local.

Em seu território é possível encontrar diversas formas do cerrado, como as veredas, campos limpos, campos sujos e matas ciliares. Além disso, o Parna Emas abriga mais de 800 espécies de plantas e 300 de aves e mamíferos, inclusive ameaçados de extinção, como:

Parque Nacional das Emas lary di lua
  • Gato-do-mato;
  • Cervo-do-pantanal;
  • Lobo-guará;
  • Tico-tico-do-mato;
  • Bacurau-de-rabo-branco;
  • Gato-maracajá;
  • Pato Mergulhão;
  • Tamanduá-bandeira;
  • Codorna-buraqueira;
  • Onça-pintada;
  • Tatu-canastra;
  • Águia-cinzenta;
  • Entre outros.

O parque também conta com várias nascentes de água, como a do Rio Araguaia, que banha Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará.

Embora o Parna Emas também compreenda áreas no Mato Grosso do Sul, seus portões de entrada estão localizados em território goiano. O Bandeiras fica em Chapadão do Céu/GO e o Jacuba em Mineiros/GO.

Bioluminescência

Se você já pesquisou pelo Parque Nacional das Emas na internet com certeza se deparou com fotos de um cupinzeiro iluminado. Isto porque esta unidade de conservação é famosa pelo fenômeno da bioluminescência, que é a emissão de luz por seres vivos.

Entre meados de setembro e novembro é possível encontrar cerca de 20 milhões de cupinzeiros iluminados. Afinal, com o início das chuvas, larvas de vagalumes se abrigam nos buraquinhos esculpidos nos cupins e emitem luzes esverdeadas para atrair e comer outros insetos. 

O que Fazer no Parque Nacional das Emas?

Observar aves, caminhar pelo cerrado, flutuar no rio e até mesmo observar as estrelas são algumas atividades que você pode fazer durante visita ao Parna Emas. No entanto, é preciso agendar com antecedência com algum guia credenciado ou com a direção do parque.

É possível passear pela área e avistar alguns animais de carro próprio. Entretanto, a visita só é permitida em alguns trechos e a velocidade máxima é de 40km por hora.

Passar a noite observando as estrelas, a galáxia e os planetas

Foto: Phablo Araujo | Eu sou a segunda que está de pé da esquerda para a direita

Essa é uma atividade nova e que eu tive a honra de participar da primeira edição, no dia 14 de agosto de 2021. Viajei para Chapadão do Céu para passar a noite no parque observando as estrelas e uma chuva de meteoros que ocorria naquela semana, e foi incrível. 

O Workshop de Astronomia é organizado pelo fotógrafo Phablo de Araújo juntamente com a direção do Parque Nacional das Emas. Para participar, é preciso acompanhar as publicações no Instagram do Phablo, pois o evento ocorre em datas agendadas. 

A taxa de inscrição custou R$70 mas o camping no local não foi cobrado. Assista ao vlog desta experiência aqui.

Passeio de bote pelo Rio Formoso

Parque Nacional das Emas lary di lua
Paisagem incrível durante o passeio de bote | As geadas de julho queimaram a vegetação, por isso as folhas vermelhas

Como era minha primeira vez no Parna Emas, tentei aproveitar para fazer outras atividades e, assim, conhecer mais do parque ou mesmo avistar alguns animais do cerrado. Contudo, só consegui o passeio de bote pelo Rio Formoso.

Durante cerca de 2h naveguei pelo rio, que atravessa a unidade de conservação, juntamente com o Guia Aluísio Cabral. Fomos conversando sobre o cerrado, a beleza daquele lugar, bem como sua importância.

Perguntei se era possível ver a sucuri durante o passeio e ele disse que a tinha visto no final de semana passado e que mostraria o lugar. Mas para minha sorte (ou tristeza haha) não a vimos. Ainda assim, foi um passeio incrível. O rio Formoso tem águas cristalinas, sendo possível ver diversas algas e peixes. Também vi muitos tucanos, o pato mergulhão e diversas outras aves.

O passeio de bote custaR$120. Ahh, o Aluízio também faz boia-cross e flutuação no rio.

Ver animais do cerrado durante o Safari

Outra atividade super interessante para se fazer no Parque Nacional das Emas é o Safari. Ele consiste em um passeio de aproximadamente 7h pelo cerrado, em um carro próprio da unidade. Dessa forma, é possível não só conhecer as diversas formas do bioma, mas ainda avistar emas, lobos, veados campeiros e até mesmo onças.

Esta atividade ocorre duas vezes por mês em datas pré-estabelecidas. Portanto, confira antes o site do Parna Emas aqui e não deixe de confirmar se todas as vagas (que são 14) foram preenchidas. Se não houver número suficiente de pessoas o passeio não acontece, como aconteceu no dia em que eu estava lá 🙁

Demais informações sobre o Parque Nacional das Emas

Eu acabei decidindo essa viagem de última hora e, por isso, não fui com carro à minha disposição. Assim, tive dificuldades para fazer passeios pelas redondezas do Parque ou de Chapadão do Céu, onde está localizado o portão Bandeiras e onde me hospedei. 

Embora a cidade tenha restaurantes e pousadas, ela é muito pequena e não conta com infraestrutura para turismo. Ou seja, não dá para ir sem carro. Além disso, é uma viagem mais indicada para grupos e família.

Me hospedei no Hotel Vitor 2, localizado na Av. Pegaso, no Centro da cidade, cuja diária para uma pessoa com café da manhã custou R$70 em quarto simples. 

Abaixo vou deixar o telefone dos guias que me ajudaram e atenderem.

Aluízio Cabral – (64) 99626-0035
Ana Luzia – (64) 99985-0902

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo